terça-feira, 14 de setembro de 2010

"You can go anywhere"

Como eu sempre procurei frisar neste blog desde que comecei a escrever, minha intenção é mostrar as coisas que ficam esquecidas ou que, por algum motivo, passam (ou passaram) despercebidas e/ou não tiveram o devido reconhecimento. E, desde então tenho trazido vários discos (de cabeceira ou não) que eu acho indispensáveis no conhecimento musical de cada um.

E, aproveitando que eles estão de passagem marcada pra nosso país de novo (se não me engano pela 3a vez) vou postar aqui o disco que fez com que meus horizontes musicais ficassem mexidos, devida a tamanha importância que este disco tem em minha vida. Estou falando de um disco de 1993 de uma banda que começou em 1978 na Irlanda e que, ao decorrer de sua carreira, foi marcada por muitas baladas e músicas de protesto. E por que ela é simplismente uma das bandas mais influentes dos anos 80. E por ser uma banda vanguardista, sempre além de seu tempo. E por que este disco é um divisor de águas no "roquenrou". Estou falando de U2 e seu disco ZOOROPA.

Confesso que eu não era fã do U2. Conhecia algumas músicas, mas nunca me interessei de verdade pelo seu trabalho. Mas eu me lembro muito bem das minhas noites de sexta e sábado assistindo a BAND que, na época, era uma emissora muito legal, passavam vários shows na madruga e que tenho a certeza de que muitas pessoas que acompanham o blog também assistiam.



Pois bem, um belo dia estava assisindo e, de repente, a emissora passa o show ZOO TV. Eu fiquei impressionado com aquele colorido todo, com aquele telão psicodélico. E era a turnê deste disco. Somado a isso, naquela época a MTV estava começando e, quem tinha uma antena parabólica podia se considerar uma pessoa sortuda, pois a MTV passava em canais abertos. Astrid, Gastão, Thunderbird, Cuca, Edgar, Zeca Camargo entre tantos outros (saudosismo) faziam a alegria. E, somado a isso, vários clips muito legais. E a U2 era a sorteada da época, pois o clip Stay (Faraway, So Close!) e Numb tocavam e tocavam muito. Mas tinham outros programas de clips que passavam na própria BAND e na extinta MANCHETE.

E foi assim que eu acabei me interessando mais pela U2. O disco de 1993 é um disco muito surreal, espacial, tem uma sonoridade incrível, é HIGH TECH, SCI-FI. Eu acho que é o disco mais desafiador da carreira da banda, devida a tamanha importância que ele tem no meio musical. Como disse, foi um divisor de águas. Inicialmente era pra ser um EP, mas tornou-se um álbum completo com 10 músicas gravados em 6 semanas.

O disco abre com a ZOOROPA, que é muito soturna. A intro de piano e guitarra aliados a samplers e loops captam bem a atmosfera que a banda quis dar a esse disco. Na sequência BABYFACE, uma canção de amor. NUMB, que é cantada por THE EDGE e tem o clip mais louco que eu já vi da banda, deixa a atmosfera meio "blasé". Na sequência, LEMON, que a banda fala sobre como o homem, ao alterar a sua vida com o avanço tecnológico, esquece as coisas mais simples que almeja. STAY (FARWAY, SO CLOSE!) é a música que acompanhou muitas e muitas e muitas vezes minha vida. É a música que eu esperei e esperei eles tocarem em 2006 e que espero que eles toquem na sua próxima vinda. A música foi tema do filme"Tão longe, tão perto".

DADDY'S GONNA PAY FOR YOUR CRASHED CAR fala sobre não conseguir se livrar dos cuidados paternos. E as seguintes SOME DAYS ARE BETTER THAN OTHERS (que poderia muito bem ser uma música dos Beatles), THE FIRST TIME (outra baladassa), DIRTY DAY e THE WANDERER fazem a trilha sonora pra quem quer ir mais longe e viajar. Aliás, eu citei os Beatles antes e digo o mais. Esse é um trabalho digno de ser apreciado por qualquer fã dos BEATLES, tamanha é a coincidência nas faixas. As influências ficam explícitas faixa a faixa. (Vai ver é por isso que eu gosto mais deste disco do que dos outros, rsrs)

A produção do disco fica por conta de BRIAN ENO (ROXY MUSIC) que tem muito bom gosto e, assim como a banda, é vanguardista e soube se utilizar dos recursos e fez um excelente trabalho.

Bem, eu não sei se foi sorte ou azar, apenas sei que ZOOROPA é indispensável, eu sempre tenho ele a minha mão e ele satisfaz com folga a minha vontade de ouvir U2. Espero que você (assim como eu) tenha a curiosidade e faça parte dos que gostam de ouvir música de qualidade.

Ps.: Ouça no volume máximo nos headphones a música SOME DAYS ARE BETTER THAN OTHERS enquanto lê esta matéria.

Experimente:

3 comentários:

  1. É o tipo de CD que você ouve, dentro de um carro, fazendo uma longaaaa viagem e curtindo cada momento.
    Massapracaralho.

    ResponderExcluir
  2. ola pessoal eu sou do www.discografiadamusica.com.br , pessoal eu gostaria de trocar links com o site de voces acho um site excelente com um bom conteudo.aguardo uma resposta rodrigo_martiny14@hotmail.com

    ResponderExcluir