quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Echoes!

Aproveitando que hoje, 15/09/2011 fazem 03 anos que o grande e imortal Richard Wright, tecladista, compositor e uma das almas do Pink Floyd faleceu, vou postar aqui um dos (senão O) melhores discos da Pink Floyd.

O começo dos anos 70 ainda estavam borbulhando de tanta psicodelia e de tanta novidade e muitas, mas muitas bandas mesmo, surgiram no decorrer deste caminho. Algumas ficaram perdidas no tempo, outras nem chegamos a conhecer, ou melhor, estamos conhecendo agora pela internet, e muitas estão vivas até hoje. E, dentre estas, poucas são imortalizadas pelos amantes da boa música. Uma delas é a Pink Floyd, banda cult de 10 entre 10 amantes do Rock.



Embora existam no álbum variadas melodias, “Meddle” é considerado um álbum mais coeso do que o seu antecessor Atom Heart Mother (1970). As duas primeiras músicas seguem uma à outra através de um efeito sonoro de vento, um estilo que voltaria em álbuns posteriores Dark Side of the Moon, de 1973, e Wish You Where Here, de 1975. Teve um sucesso comercial bastante bom, chegando ao 3º lugar de vendas no Reino Unido atingido a dupla platina nos Estados Unidos em 1994. No final da música 3 do álbum, "Fearless", ouvimos a torcida do Liverpool cantando "You´ll never walk alone", que mais tarde seria adotada como hino do clube inglês. A última música do álbum, "Echoes", tem a uma sincronia temática com a parte final do filme de Stanley Kubrick de 1968 chamado 2001: Uma odisséia no espaço.

Segundo David Gilmour, "Meddle está entre os meus favoritos. Para mim foi o princípio da caminhada do Pink Floyd". Eu assino embaixo, pois a partir deste disco, ficou mais nítida a sonoridade do Floyd.

In Memoriam de Rick Wright, segue ai abaixo:


Experimente:

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário