domingo, 30 de dezembro de 2012

Beatles: 25 anos depois, surge entrevista de Yoko sobre fim


Uma entrevista de mais de duas décadas com YOKO ONO discutindo a separação dos Beatles veio à tona.

O jornal estadunidense HUFFINGTON POST afirma que Ono originalmente dera a entrevista ao jornalista Joe Smith em 1987, mas que o material em áudio dos dois discutindo a separação dos Fab Four só surgiu recentemente e está disponível como arquivo de áudio na Biblioteca do Congresso em Washington.

Na entrevista, Ono compara a dissolução do grupo a um "divórcio" e disse que, apesar de seu finado marido John Lennon ter se sentigo "muito bem" sobre o fim, havia muita tensão interna na banda. "Os Beatles estavam ficando muito independentes", disse ela. "Cada um deles estava ficando independente, John, na verdade, não foi o primeiro a querer sair dos Beatles. Vimos Ringo Starr uma noite com Maureen [Starkey Tigrett], e ele veio até John e disse que queria sair. George Harrison foi o próximo, e daí John", ela emendou. "Paul McCartney era o único tentando segurar os Beatles juntos. Mas os outros três achavam que Paul seguraria os Beatles como sendo uma banda dele. Eles estavam se tornando a banda do Paul, o que eles não gostavam".

No começo desse ano, Ono agradeceu a Paul McCartney por dizer que ela não separou os Beatles. Ono vinha há muito sendo responsabilizada pela quebra do grupo, mas McCartney revelou que a relação de Ono com John Lennon não teve papel nenhum no caso do grupo, e que eles já estavam separando-se antes dela começar a sair com o cantor.


Um comentário:

  1. Informações preciosas: é raro quem não demonize a grande Yoko.

    ResponderExcluir